Notícias

3 de fevereiro de 2020

Como se preparar para a consulta de transplante renal?

São muitas as dúvidas que podem surgir durante a preparação para um transplante renal: Vale a pena? Dura para sempre? É a cura da minha doença renal? Vou receber um oi dois rins? Meus rins nativos vão ser retirados? Vou ficar quanto tempo internado? Minha dieta vai ter que mudar?

Entre essas muitas dúvidas, uma muito comum é: “O que preciso fazer para poder receber um transplante de rim?”

Essa é uma dúvida importante, e a resposta não é exatamente simples. Primeiramente, é importante saber se um transplante é possível ou mesmo se vale a pena (isso mesmo, nem sempre é possível ser transplantado ou, mesmo sendo possível, nem sempre vale a pena). Essa avaliação é feita pelo nefrologista que já faz o acompanhamento do paciente.

No caso de ser possível, o paciente deve ser consultado por uma equipe transplantadora (nós do Instituto de Saúde do Rim Alexandre Cabral fazemos parte da equipe transplantadora do Hospital Unimed Campo Grande), que explicará com mais detalhes como ocorre o processo de transplante renal (seja com doador vivo ou com doador falecido) e todos os passos que devem ser realizados na preparação para o transplante renal.

De qualquer forma, para que o processo seja mais rápido, é importante levar sempre para a primeira consulta:

  • Todos os exames recentes que tenha feito com quaisquer médicos;
  • Relatório clínico da clínica onde faz diálise, se já está nessa fase do tratamento;
  • Laudos de biópsia renal, caso tenha feito;
  • Carteira de vacinas (sim, vacinas são importantes!);
  • Lista de medicamentos que está usando (de preferência, levar os medicamentos).

Com todos esses itens em mãos, muito tempo será poupado e, desta forma, o transplante poderá acontecer mais rápido.